domingo, 25 de julho de 2010

Se Desse Para...


... Escolher qualquer lugar, para fazer as malas e viajar agora, o destino estaria definido: a minha vida. Do quilômetro zero até o mais atual. Colocaria pouca coisa na mala, e ficaria passeando, observando de fora tudo o que aconteceu, desde que eu nasci.
Visitaria os pontos turisticos: cada sorriso, cada choro, cada festa de aniversario, cada surpresa... Entraria nos museus históricos dos meus momentos e pensaria, aliviada, que certos deles já passaram. Lembraria com nostalgia que outros já se foram. Confirmaria, mais uma vez, que a saudade é a maior prova de que o passado valeu a pena. Acho que eu não ia querer levar ninguém;ia aproveitar pra ver de novo cada pessoa que passou pela minha vida. Se tivesse chance de dar dicas a mim mesma, falaria para aquela menininha de cabelos castanhos não se preocupar tanto com as provas, e curtir mais os 12 anos. Falaria também, pra ela se acalmar, pois ainda iria encontrar pessoas que fariam a palavra amizade ganhar mais sentido. Pediria pra ela nunca perder a sede de vicer, sorrir e amar. Talvez com isso eu tivesse a chance de fazer tudo diferente. E eu gosto de constatar, com um sorriso, que a maioria absoluta das coisas eu faria exatamente da mesma forma.
Ao retornar ao presente, eu vou pedir pra viajar de novo. Voltar aos 13 anos. E tomara que eu constate que, outra vez, não mudaria quase nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário