sábado, 1 de maio de 2010

"Garota Irritante"



Você sabe do que eu estou falando. Aquela que acha que é linda e inteligente e que todo cara está apaixonado por ela. Ela grita "Eu, eu, eu!" e levanta o braço sempre que um professor faz uma pergunta. É a pessoa mais hipócrita da sala, mas não quer parecer hipócrita, então ri muito e age de um jeito idiota para esconder a suposta genialidade. E ela é a bebum mais barulhenta e bagunceira que você já viu. Sem as amigas, ia desmaiar numa poça de vômito no chão do banheiro ou ir voando para a casa de um cara mais velho relaxadão. Mas as amigas dela sempre parecem ter pena dela, e no dia seguinte ela está mais eufórica do que nunca, sorrindo como se nada tivesse acontecido.

O problema com a Garota Irritante é que, gostemos dela ou não, sempre temos um pouco dela em nós. É por isso que adoramos odiá-la tanto. Ela é nosso pior pesadelo. Quer dizer, quantas vezes você quis levantar a mão quando sabia a resposta, só se detendo porque não queria parecer uma imbecil? E quantas vezes você quis se sentar no colo de um cara e começar a beijá-lo mas não o fez por medo dele rir na sua cara? De certa forma, a Garota Irritante somos nós sem a insegurança. Ela é tão legal consigo mesma que dá vontade de bater nela. Mas no fundo você também quer poder ser assim tão detestável sem nenhuma preocupação com o que os outros pensam. Encare a realidade, as pessoas sempre vão encontrar motivos para nos odiar, especialmente se formos bonitas. 

                                                                                                Gossip Girl 

Nenhum comentário:

Postar um comentário