quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Coisas velhas


Quebrei a cara de novo. Cade a novidade não é? Eu tenho esse incrivel problema de me apegar em palavras vazias, não é primeira vez que isso acontece. No começo voce pensa que tudo é um filme magico que está acontecendo em sua vida, voce fica feliz por alguem estar te dizendo coisas fofas e bonitas e fazendo planos com voce. Que garota não gosta disso não é?

Sabe o problema? É que nós acreditamos! Por que o coração tem que ser tão enganoso assim? Por que os homens mentem? acho que isso é uma pergunta mundial... A questão é que não posso mais acreditar em contos de fada, não posso acreditar que na minha vida acontecerá as mesmas coisas que nos filmes ou nos seriados. Oa mor não vai chegar dessa forma, inesperada. Ele vem com calma, as vezes com ódio, outras com tristeza. O que me mentem firme é que ele vai chegar, só tenho que esperar.

Estou aqui escrevendo com um nó preso na garganta e viajando pelas minhas lembranças. Quantas vezes eu nãoa creditei em falsas promessas? As vezes falo que sou ingenua e uma boba correndo atras do amor. AH o amor, aquele que faz sairem borboletas pelo estomago, que te faz perder a fome, que te faz ficar acordada a noite inteira pensando na pessoa.. A verdade é que não sou ingenua, eu sei que a realidade é cruel e que cada um aqui quer se dar bem, e muitos não precisam de sentimentos para isso.

Acho que tenho que me arriscar, sair do meu mundo e ir para outros. Preciso de mudanças, mas isso é promessa de começo de ano, mas a noticia boa é que eu nunca me senti tão firme e confiante quanto nesse ano! Tenho tantos planos, me sinto mudada, quer saber a prova? Deixei de lado aquele que me fez sofrer. Doeu muito, mas eu estava mais ferida com ele por perto. Tirei da minha mente, do meu celular, e quando alguma memoria insiste em voltar eu a reprimo.

Simplesmente cansei da mesmisse, não vou correr atrás do amor, vou viver a vida porque ela é curta, vou fazer novas amizades, sair mais, viajar, explorar coisas novas... o que tiver que vir virá, e se não vier é porque não chegou a hora ainda. Vou deixar meu amor, nas mãos de Deus. Ele tem um escolhido pra mim, eu só tenho que esperar...

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Aventura

 
 Talvez eu tenha algum problema. Algo que me afasta do amor, algo que não me deixa encontrar o "par perfeito". Tenho dezessete anos e por incrivel que pareça nunca senti o amor recíproco, não sei se isso é algo triste ou algo alegre, todos sabemos que o amor fere, mas garanto que a solidão também.
 
Tenho sonhos igual a tantas outras garotas espalhadas pelo mundo, todas buscando um mesmo alvo: amor. Será isso o certo? correr atras do amor? ou será que o amor deve correr até a gente? eis a questão.
 
Tem dias que eu penso comigo mesma para ficar na minha, sem correr atrás, ser apenas eu. Mas segundos depois eu me convenço do contrario, eu tenho que ir atrás, tenho que ir atrás do amor. Tenho que encontra-lo e começar minha aventura, sendo ela dolorosa ou não.

Pequena nostalgia

Uau, quanto tempo não venho aqui. Hoje eu estava procurando uns tweets antigos e achei o twitter do blog. Me bateu uma saudade que eu não pude evitar, entrei aqui novamente e foi dificil lembrar a senha, olhei alguns posts antigos e a nostalgia bateu. 

Nem sei por que estou escrevendo aqui, normalmente eu escrevo em alguma folha encontrada pelo meu quarto, mas é bom desabafar. Aconteceram tantas coisas na minha vida desde a ultima postagem! algumas coisas boas e outras ruins, assim é a vida. Em meio a tantos motivos, a escritora renasceu novamente, aquela vontade louca de escrever e mostrar ao mundo seus sentimentos de forma não vista tão normalmente voltou. E o que eu posso fazer? matar essa vontade? sabemos que isso é impossivel. 

A Queen M. está de volta, o Another Hobby finalmente voltou a ser o meu hobby.


domingo, 25 de março de 2012


[…] E tem uma hora que você para e pensa: o que estou fazendo é certo? As vezes você já sabe a resposta mais mesmo assim persiste não é? Meu Deus, como é dificil! Eu queria que alguém chegasse em mim e me desse uma resposta, me desse um caminho certo, mas isso é impossível. Tudo o que eu posso fazer agora, é pedir pra Deus um caminho.

sábado, 21 de maio de 2011

Um pouco de confusão


 Sigo a vida conforme o roteiro, sou quase normal por fora, pra ninguém desconfiar. Mas por dentro eu deliro e questiono. Não quero uma vida pequena, um amor pequeno, um alegria que caiba dentro da bolsa. Eu quero mais que isso. Quero o que não vejo. Quero o que não entendo. Quero muito e quero sem fim. Não cresci pra viver mais ou menos, nasci com dois pares de asas, vou aonde eu me levar. Por isso, não me venha com superfícies, nada raso me satisfaz. Eu quero é o mergulho. Entrar de roupa e tudo no infinito que é a vida. E rezar – se ainda acreditar – pra sair ainda bem melhor do outro lado de lá. 

-F.M 
 

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Lembrança



Quando a maquiagem borra, a tiramos e passamos uma nova. Mais por que não conseguimos fazer isso com o nosso coração? Seria tão facil, só o que precisariamos seria um pedaço de algodão.Alguém vem, nos machuca e nós o tiramos de dentro do nosso coração, mais há algo que impede, seu nome é lembrança.
Ela é culpada pelo sofrimento, as vezes nos traz coisas boas, mais as vezes traz coisas ruins. Sentimentos, pessoas, lugares, são impedidos de serem esquecidos, assim como seu primeiro beijo, primeiro namorado, primeiro amor, primeira vez...
De onde ela vez? Será que ela fica escondida de nós só esperando o memometo para sair? Ou será que ela fica na nossa mente e só percebmos na hora?
Podemos negar, mas no momento em que ela vem querendo ou não, sentimos saudades, um aperto no peito.
Essa é a função dela? nos deixar presos no passado? E onde fica "esqueça o passado e viva e presente"? eu não sei.
A lembrança vem em forma de pessoas, desenhos, cartas, roupas, musicas... então tome cuidado ao abrir a caixa, ela pode estar lá.